A morte de Gary Coleman, o eterno Arnold

O ator americano Gary Coleman, protagonista da série de TV “Arnold”, morreu nesta sexta-feira, nos Estados Unidos, de hemorragia cerebral, após ter caído da escada da sua casa.

A série "Arnold" ainda é transmitida pelo SBT.

O hospital em que Gary estava internado desde a última quinta-feira informou, através de um comunicado, que o ator não foi operado devido à fragilidade de sua saúde. Ainda de acordo com o hospital, os aparelhos que o mantinham vivo foram desligados por volta das 15h (horário de Brasília).

O protagonista de “The Diff””rent Strokes” (1978-1986), hoje com 42 anos, tornou-se famoso com a série televisiva e com “Arnold”, uma das mais populares nos Estados Unidos e no mundo na década de 1980. Esta foi a terceira emergência médica sofrida durante o ano por Coleman, que nasceu com uma doença congênita de rins que causou uma nefrite, paralisando seu crescimento.

A vida do ator:

Foi protagonista da série Diff’rent Strokes (Minha Família é uma Bagunça ou Arnold, 1978 – 1986). Devido a uma disfunção renal que o impossibilitou de crescer, ele parecia ser uma criança de oito anos até o último ano da serie 1986. Tornou-se astro da noite para o dia, aparecendo em comerciais e estrelando em 1982 o seu próprio desenho animado – The Gary Coleman Show (exibido no Brasil pela Rede Manchete, com o nome Andy, o Anjinho da Guarda).

Com o fim de Diff’rent Strokes em 1986, Gary passou a fazer pequenas aparições em séries e filmes, até que foi sendo esquecido pelos produtores e pelo seu público. Tentou suicídio duas vezes e mais tarde processou seus pais e empresário, por roubarem todo o seu dinheiro. Quando estava em um shopping de Los Angeles, esmurrou uma fã, que insistentemente queria seu autógrafo. Foi preso e processado a pagar as despesas médicas da vítima. Fez uma rápida aparição em The Fresh Prince of Bel-Air (Um Maluco no Pedaço, no Brasil), onde ele vai à mansão dos Banks no intuito de comprá-la.

Em 2001, falido e com dívidas, arrumou um emprego como segurança também em um shopping de Los Angeles. Em 2003 concorreu ao governo da Califórnia e perdeu para um outro ator, Arnold Schwarzenegger. Desde então, fez aparições esporádicas na TV. A última foi na série Drake & Josh (também exibida pelo canal Nickelodeon), no episódio “The Gary Coleman Grill”, em uma gozação com o famoso George Foreman Grill e até virando personagem de Postal 2: Share The Pain. Gary também fez uma pequena aparição em dois episódios da série My Wife and Kids (Eu, a Patroa e as Crianças, no Brasil), onde seu nome era mencionado no sonho de Michael Kyle (personagem de Damon Wayans): “Kady será baixinha e bonitinha pra sempre, assim como Gary Coleman” e em outro onde é carregado por Shaquille O’Neal.

Por possuir uma disfunção nos rins, o ator não cresceu e media 1,42 m. Após a série Arnold esteve envolvido em várias confusões veiculadas em tabloides como tentativas de suicídio, processos contra seu empresário e seus pais e desavenças com fãs.[2]

Coleman faleceu após sofrer uma hemorragia intracraniana ao cair de uma escada em sua casa, localizada na cidade de Santaquin, próxima a Salt Lake City.

Publicado em maio 29, 2010, em Sem categoria e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 333 Comentários.

  1. Buchechudo aninmado, que diverte as tardes do Sbt. Não sabio que já tinha morrido.#Descanse em paz!!

  1. Pingback: Lendas dos games #1: Fallout 3 « Nostalgia & Tecnologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: